Rock doc: “Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94”.

11406861_889570501116242_7877775708695636856_n
facebook.com/semdentesdoc

Talvez quem curta hoje sons como Raimundos ou Mundo Livre S/A no seu Spotify (ou em vinil relançado) não saiba o que foi Banguela Records, muito menos a importância que esse selo (criado pelos Titãs e pelo produtor Carlos Eduardo Miranda) teve na metade dos anos 90, ao lado do selo Chaos, ligado à Sony Music (Skank, Chico Science & Nação Zumbi). Eram tempos em que as bandas mandavam fitas k7 -as demo-tapes – para gravadoras, revistas e fanzines em busca de uma janelinha no busão da cena independente. Como aconteceu com os Raimundos. A fitinha da banda forró-core de Brasília foi parar nas mãos do Miranda. O resto é história do rock indie no Brasil.

11406729_838045036242878_6461046450793831573_nPra falar sobre ótima safra, tá aí o doc “Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94”, do jornalista Ricardo Alexandre, que acompanhou tudo de perto. Vai passar no festival In~Edit Brasil em São Paulo. E em São José dos Campos, Jundiaí, Prudente, Porto Alegre e BH. Valeu? Vamos nessa.

Continuar lendo “Rock doc: “Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 94”.”