Metal britânico: 30 anos de 2 discões

Que grande ano foi 1980 para o rock pesado! Só em 14 de abril saíram dois clássicos: British Steel, sexto de estúdio do Judas Priest, que comandou da sabbathica e industrial Birmingham a revolução metálica, ajudando a definir o gênero, eIron Maiden, primeiro LP do quinteto da zona leste de Londres que capitaneou a nova onda do metal pesado britânico (NWOBHM), com Paul Di´Anno no vocal. Já é trintona a New Wave of British Heavy Metal, couro e tachinhas incluídos, cortesia das visitas secretas de Rob Halford a sex shops (ele ainda não tinha saído do armário publicamente). “Breaking the Law“, “Rapid Fire”, “Metal Gods”, “Grinder”, “United”, “Living After Midnight” …  British Steel é toda uma coleção de grandes riffs de guitarra, refrões pegajosos e solos cortantes – no formato de guitarras gêmeas usado antes por Thin Lizzy e Wishbone Ash, mas consagrado de vez por Glen Tipton e KK Downing como o melhor formato da bandas de heavy metal. Heavy metal, mesmo, sem vergonha nenhuma disso.  O duo de guitarristas dá uma aula no DVD da série Classic Albums dedicado ao British Steel. Dos melhores das série, o programa conta com rico arquivo,  depoimentos do produtor Tom Allom, do baixista Ian Hill e do vocalista Rob Halford, que na época do documentário estava afastado da banda. Este clássico eterno do metal foi gravado numa mansão que era de Ringo Starr, e havia pertencido a Lennon (Tittenhurst Park). Eta casa pé quente! Sobre a estreia do Iron Maiden…

Continuar lendo “Metal britânico: 30 anos de 2 discões”