Quais foram os melhores shows de 2011?

Quem gosta de grandes shows teve boas opções em 2011, especialmente em São Paulo – o Rock in Rio foi logo ali.

Para você, quais foram os melhores shows do ano? Pode responder no espaço de comentários.

Abaixo, algumas dicas para refrescar a memória do “concert-goer” (quase todos com links para posts anteriores, muitos deles com fotos e setlists dos shows):

Deixe sua opinião no espaço de comentários. Eu começo!

Faith No More @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011. Do além. From Out of Nowhere!

Mike “Zé Pilintra” Patton FOTO: Willian Aguiar / divulgação SWU 2011

Muitas camisetas que reproduziam a capa do primeiro LP do FNM foram vistas na plateia do SWU 2011. Algumas vestidas por fãs que mal tinham deixado as fraldas no ano em que o Faith No More explodiu – e do épico show do Rock in Rio II, no Maracanã, em 1991.
Todo de branco, o quinteto californiano entrou no palco pouco depois de 1h30 já, na madrugada de 14 para 15 de novembro.
“Painho” Mike Patton estava com o “diabo no corpo” – e na voz. Roddy Bottum e seu teclado proeminente… Billy Gould e seu baixo funky… Mike Bordin e seu peso de qualidade… Os três tocam muito, não gostaria de imaginar o FNM sem um deles – sinto falta da sujeira da guitarra de Jim Martin- mas desde 1989, o Faith No More é Mike Patton. The Real Thing. Continuar lendo “Faith No More @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011. Do além. From Out of Nowhere!”

Alice in Chains @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011: chuva de wah-wah!

FOTO: Pedro Carrilho / divulgação SWU 2011

Um show que começa com “Them Bones” prometia…
Que tal então se a banda emendar “Dam That River” e “Rain When I Die”? Estava completa a trinca que abre o segundo disco do Alice in Chains, “Dirt”. Debaixo de chuva, a nova formação do grupo liderado pelo guitarrista, compositor e às vezes vocalista Jerry Cantrell mandou um setlist repleto dos rockões e baladas pesadonas do AiC. Como “It Ain’t Like That”, “We Die Young”, “Down on a Hole”, “Angry Chair”, “Man in the Box”. Continuar lendo “Alice in Chains @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011: chuva de wah-wah!”

Sonic Youth @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011. “100% Kool Thing”!

"A" imagem do SWU 2011: apoteose das guitarras no histórico show do Sonic Youth. FOTO Marcos Hermes - divulgação SWU

Por questões de logística, fiquei na dúvida se iria ao terceiro dia do SWU 2011 até a última hora. Ainda bem que desisti de desistir. Porque teria perdido um show histórico do Sonic Youth: cerca de uma hora e dez minutos de experiência com as guitarras. Às vezes, três guitarras.
Os decanos do rock alternativo de NY entraram com dois baixos e duas guitarras.

FOTO: Marcos Hermes - divulgação SWU 2011

Mas em muitas músicas, KimGordon(vestida com um vestido vermelho à la PJ Harvey) tocou guitarra.

Ninguém pode dizer que o sonic youth Thurston Moore não tem jeito de guitar hero... FOTO Marcos Hermes - Divulgação SWU

E foi uma aula de atonalismo, distorção, alavancas, ferramentas usadas como arco de violino, guitarras esfregadas contra amplificadores e até câmeras.

FOTO Marcos Hermes - divulgação SWU
FOTO: Marcos Hermes - divulgação SWU 2011
FOTO: Marcos Hermes - divulgação SWU 2011

O batera Steve Shelley parecia se divertir muito com toda essa muralha de guitarras.
Talvez os grandes festivais não tenham visto shows doidos como esse desde o Nirvana, no Morumbi, no antigo Hollywood Rock. Por isso, divide opiniões. Teve gente que achou o máximo, teve quem odiou.
Esta Coluna achou espetacular. Talvez o ponto mais alto da noite – e olha que gostei muito dos shows do Megadeth, Alice in Chains e Faith No More também.
Tomara que não tenha sido o último show de Thurston Moore, Kim e cia distorcida!

Destaques (se é que podemos falar de destaques num show todo muito bom e coeso) para “Schizophrenia” (que Thurston apresenta como “Sister”, “Sugar Kane” e “Teenage Riot”!

FOTO Marcos Hermes DIVULGAÇÃO / SWU

Confira o setlist: Continuar lendo “Sonic Youth @SWUBrasil, Paulínia, 14/11/2011. “100% Kool Thing”!”

Pearl Jam, Morumbi, São Paulo, 04/11/2011. Aula de rock!

Pearl Jam, Morumbi, São Paulo, 04/11/2011. Aula de rock!
T4F Entretenimento | Foto: Rafael Koch Rossi

Cheguei cedo para ver o bom show de abertura da banda punk californiana X, lembrada com carinho por Eddie Vedder nos shows do Morumbi. O cinquentão estádio do São Paulo Futebol Clube encheu para ver o segundo concerto do Pearl Jam na turnê brasileira. Sold out. O quinteto e o tecladista Boom Gaspar entraram botando para quebrar com uma sequência de sonzeiras: “Go”, “Do the Evolution”, uma das favoritas da casa, “Severed Hand”, “Hail Hail” e “Got Some”. Pena que o som não estava muito legal, pelo menos da arquibancada azul, onde fiquei. A impressão é que se o sistema de som funcionou nas músicas mais calmas, não comportou as mais pauleiras.

T4F Entretenimento | Fotos: Rafael Koch Rossi

Mas o setlist deste show de sexta-feira foi melhor ainda do que o repertório da véspera (veja post anterior). Se incluísse também “Rockin´in the Free World”, de Neil Young, e “I Believe in Miracles”, dos Ramones, então, seria simplesmente perfeito! Mas o simpático Eddie Vedder (arranhando um portuinglês, com ajuda de uma cola) deu um jeitinho de citar a deliciosa “I Wanna Be Your Boyfriend” no finalzinho de “Betterman”. Hey little girl/I wanna be your boyfriend… Ramones forever, amigo Eddie! Teve “Not For You”, emendada com a citação de “Modern Girl”, do trio Sleater-Kinney. Teve “Even Flow”, parafraseando Gastão Moreira nos tempos de MTV, outra das favoritas da casa, arrasa-quarteirão como sempre. Teve “Black”, linda como nunca. Esperava que o Morumbi “viesse abaixo” com “Last Kiss“, mas a intensidade do sacolejo nas velhas arquibancadas, outras canções balançaram mais as estruturas do Morumbi, como “Once”. Rolou “State of Love and Trust”! Mais uma das favoritas da casa, prejudicada pelo som meia boca. A nova “Olé”, também tocada na quinta-feira. E para delírio dos fãs, “Jeremy”, ausente do show da véspera. Enfim, no segundo bis, “Last Kiss”. Sucesso! “Spin the Black Circle”! Duca! Depois da sensacional “Alive”, a cover de “Baba O´Riley”, do The Who! Classe! Apesar do som um tanto estranho. Pra fechar, “Yellow Ledbetter”. Para dar boa noite a quase setenta mil fãs, que vão em paz tentar procurar um táxi, a van fretada ou o carro deixado com os flanelinhas… Confira o setlist deste segundo show:

Continuar lendo “Pearl Jam, Morumbi, São Paulo, 04/11/2011. Aula de rock!”