Soul doc: “Mr. Dynamite: The Rise of James Brown”. Atração do @InEditBrasil.

1912017_752623001441343_314353775398288242_o
Eletrizante o soul doc “Mr. Dynamite : The Rise of James Brown”.

Um filme pra dançar, se o cinema não tivesse cadeiras.

O documentário de Alex Gibney, produzido por Mick Jagger, que aparace algumas vezes em depoimentos e nos registros do “The T.A.M.Y. Show”, é uma das atrações da edição 2015 do festival In-Edit Brasil.

Espantoso material de arquivo e os depoimentos dos músicos que acompanharam o godfather of soul são costurados num ritmo frenético.  Explora a música, tenta ser didático para explicar como o funk / soul brother chegou ao som e à coreografia de tanto sucesso. Toca de passagem na questão da violência doméstica e na exploração dos músicos. Perde um pouquinho de ritmo na questão do ativismo e do envolvimento com a campanha de Nixon. Termina mostrando a longa lista dos astros que receberam influência de Brown: Michael, Price, todos os rappers etc.


Continuar lendo “Soul doc: “Mr. Dynamite: The Rise of James Brown”. Atração do @InEditBrasil.”

“Paco de Lucía – La Búsqueda”. Um banho de Espanha, de Andaluzia, de guitarra flamenca, de música.

“Paco de Lucía – La Búsqueda”. Um banho de Espanha, de Andaluzia, de guitarra flamenca, de música.

Que lindo tributo de um filho ao pai é este documentário. Gracias, Curro Sánchez, por “Paco de Lucía – La Búsqueda”, atração do festival In-Edit ~Brasil (2015), que já lotou duas vezes o CineSesc, uma das melhores salas de São Paulo. Passa ainda no próximo sábado, 11 de julho, às 18 h, na Cinemateca (sala BNDES). Duas filhas do primeiro casamento de Paco (Casilda Varela), também estão na equipe: Casilda, coroteirista, e Lucía, produtora executiva.

11406729_838045036242878_6461046450793831573_n (1)Os filhos já estavam rodando a película, quando Paco morreu do coração, em Cancún, no começo de 2014, com 66 anos de vida bem vivida (tinha parado de fumar pouco antes). E resolveram concluir o filme, que é emocionante. Com riquíssimo material de arquivo, depoimentos do próprio Paco em sua casa em Mallorca e de outros músicos,La Búsqueda” conta como surgiu a relação de amor entre Francisco Sánchez Gómez e a guitarra flamenca, numa família de apaixonados pela música de Algeciras, na quente Andaluzia.

E por que Paco de Lucía?

Paco é apelido de Francisco na Espanha. A mãe dele se chamava Luzia (portuguesa), então, as pessoas tinham o hábito de falar “Paquito de Lucía”. Ficou. As dificuldades da família, as apresentações ao lado do irmão, Pepe de Lucía, a turnê com o bailarino José Greco, a influência de Niño Ricardo, depois a lição de Sabicas (algo como “não adianta só tocar músicas dos outros, o guitarrista tem que compor suas próprias canções”), o primeiro disco-solo (“La Fabulosa Guitarra de Paco de Lucía”), a introdução do cajón na música espanhola, a formação do sexteto de Paco (um dream team da música flamenca), o flerte com o jazz ao lado de John McLaughlin, Larry Coriel /  Al Di Meola (o Guitar Trio), a rejeição dos puristas, a mania de perfeccionismo… está tudo aqui. Um documentário que tem ritmo, toca com velocidade, sem perder jamais o sentimento. Como Paco. Olé!

facebook.com/pacodelucialabusqueda/
facebook.com/pacodelucialabusqueda/

Dentro do post, o cartaz do filme, que já foi lançado em DVD na Espanha (vem com 2 CDs, faixas remasterizadas, da trilha sonora escolhida pessoalmente por Paco, durante a produção do filme, em ordem cronológica, para mostrar a evolução do mago da guitarra flamenca).
Continuar lendo ““Paco de Lucía – La Búsqueda”. Um banho de Espanha, de Andaluzia, de guitarra flamenca, de música.”

Chegou o Celebration Day! Led Zeppelin nos cinemas!

Vai ter Led Zeppelin num cinema perto de você (redes UCI e Cinemark). A rede UCI anuncia sessões para 30 de outubro e 3 de novembro (clique aqui).
“Celebration Day” é o nome do novo filme, registrado no concerto que reuniu Page, Plant, Jones e o filho de Bonham (Jason) na O2 Arena de Londres, em 10 de dezembro de 2007. Confira abaixo o trailer.


Continuar lendo “Chegou o Celebration Day! Led Zeppelin nos cinemas!”