Ozzy é bicho de festival.

Ozzy é bicho de festival.

Um vídeo do Heavy Metal Day no US Festival, de 1983, foi a primeira vez que tive contato com um concerto do Ozzy Osbourne. Fui à sessão pra ver o Van Halen, mas o som estava baixo, fiquei chapado mesmo pelo som do Ozzy. No sábado à noite, o carismático vocalista clássico do Black Sabbath fez um showzaço fechando a primeira noite do Monsters of Rock 2015 em S.Paulo. Está com uma banda jovem, vitaminada e muito, muito boa, com destaque para o batera Tommy Clufetos – que veio com o Sabbath ao Brasil – e o guitarrista Gus G. De bobos, Ozzy e Sharon Osbourne não têm nada! Mas o que chama a atenção é que, aos 66 anos, depois de tantos excessos na estrada do rock, Ozzy parece muito bem. É um showman! Muito bom de palco. Parece que cresce num evento com o Rock in Rio ou o Monsters. Bicho de festival.
O show teve um toque de anos 80, a começar por “Bark at the Moon”, incluindo “Shot in the Dark” (como no show de 2011).  Mais clássicos da era Rhoads e do Sabbath, claro. Abaixo, o setlist aproximado divulgado pelo festival.

Os metal gods do Judas Priest, tratados como “convidados especiais” do Monsters, fizeram dois shows. O de sábado foi um pouco maior. Também teve muitas lembranças dos anos 80! Destaques para a perfomance de Rob Halford, um #M1T0 da voz, desfilando sua coleção de jaquetas de couro ou jeans. O guitarrista Richie Faulkner parece totalmente à vontade e agita muito na frente do palco. Glen Tipton continua mandando bem na fábrica de riffs em forma de guitarra. As animações do telão foram um show à parte. O setlist de sábado:

  1. DSC07111Dragonaut
  2. Metal Gods
  3. Devil’s Child
  4. Victim of Changes
  5. Halls of Valhalla
  6. Love Bites
  7. Turbo Lover
  8. Redeemer of Souls
  9. Jawbreaker
  10. Breaking the Law
  11. Hell Bent for Leather
  12. BIS I: Electric Eye
  13. You’ve Got Another Thing Comin’
  14. Painkiller
  15. BIS II: Living After Midnight
  • No concerto de domingo, mais curto, o Priest trocou “Love Bites” por “March of the Damned”. E acreditem: não rolou “You’ve Got Another Thing Comin'”.

A lamentar, as filas “Monsters” no sábado, mais de uma hora para entrar na Arena Anhembi. Por que só uma entrada? Por que tão longe dos estacionamentos e do Metrô?

Na monstruosa fila, muitos fãs preocupados se iam perder o show do Mötorhead, que acabou não rolando, por causa dos problemas de saúde do Lemmy. Subiram ao palco três integrantes do Sepultura, que junto com o guitarrista e o batera do “Mötor”, mandaram ver numa jam: “Sepulhead“! “Orgasmatron”, “Ace of Spades” e “Overkill”.

No domingo, a fila andou, ainda bem, e mesmo quem chegou no segundo tempo do futebol, conseguiu ver o show inteiro do Accept. Excelente! Confira o setlist divulgado pelo festival nas redes sociais.10954588_758634747567936_2047572471076057294_o
Entre o Accept e o segundo show do Priest, teve o volume altíssimo do Manowar. Confesso que já gostei muito mais da pesadíssima banda, mas respeito quem achou esse um dos melhores shows do Monsters 2015.

DSC07135
Quem também arrasa ao vivo é o Kiss. Nem precisava de tanta explosão, porque as canções são muito boas, estão na memória afetiva dos roqueiros e emocionam!

  1. Detroit Rock City
  2. Creatures of the Night
  3. Psycho Circus
  4. I Love it Loud (canta Gene)
  5. War Machine (canta Gene)
  6. Do You Love Me
  7. Deuce (canta Gene)
  8. Hell or Hallelujah + solo do guitarrista Tommy Thayer
  9. Calling Dr. Love (canta Gene)
  10. Lick it Up / Won’t Get Fooled Again (do The Who)
  11. God of Thunder (canta Gene)
  12. Parasite (canta Gene)
  13. Love Gun
  14. Black Diamond (canta Eric Singer)
  15. BIS: Shout It Out Loud
  16. I Was Made for Lovin’ You
  17. Rock and Roll All Nite

Valeu a maratona!!!!DSC07094

Só monstros do rock

Monstros sagrados do metal vão tomar conta de Sampa em 25 e 26 de abril. Ozzy e Kiss vão ser os ‘headliners’ do festival Monsters of Rock 2015, no Anhembi. Também vai ter Judas Priest, Motörhead, Yngwie Malmsteen,  Accept, ManowarSteel Panther, Black Veil Brides, Rival Sons, Primal Fear e Unisonic. 10845979_752905021458763_9025399039233502448_n
Os ingressos começam a ser vendidos na madrugada de quinta para sexta-feira, dia 19, agora.

O Priest vai tocar tanto sábado como domingo, na turnê do bom disco “Redeemer of Souls”.

  • Sábado – 25/04/2015:
    Ozzy Osbourne, Judas Priest, Motörhead, Black Veil Brides, Rival Sons, Primal Fear.
  • Domingo – 26/04/2015:
    Kiss, Judas Priest, Manowar, Accept, Unisonic, Yngwie Malmsteen, Steel Panther.

Continuar lendo “Só monstros do rock”

Marcos Dantas, guitarrista do Metalmorphose

Marcos Dantas agora veste (literalmente) a camisa do Metalmorphose FOTO Cintia Ventania
Marcos Dantas agora veste (literalmente) a camisa do Metalmorphose FOTO Cintia Ventania

Marcos Dantas, ex-integrante dos grupos cariocas Azul Limão e do X-Rated, está no Metalmorphose desde o fim de 2012. É um dos guitarristas do quinteto, ao lado de PP Cavalcante. O novo integrante do Metalmorphose, que toca neste sábado no Blackmore Rock Bar, em Moema (com Fates Prophecy e Salário Mínimo), preencheu a fichinha da Coluna de Música.

  • Um guitarrista

Difícil dizer apenas um. Os que me fizeram querer tocar guitarra foram David Gilmour e Ritchie Blackmore.

RememberThatNight

  • Outras influências:

Minha trilha sonora do dia-a-dia é essencialmente rock. Curto muito heavy metal, hard-rock e progressivo dos anos 70. Mas também procuro escutar outros sons, principalmente novidades. Estou sempre aberto a conhecer outros estilos de música como música folclórica do Brasil e de outros países.

  • Disco de cabeceira:

‘Quadrophenia’, do The Who

51zJyUc+r6L

  • Hit da semana:

Costumo comprar CDs e escutar no meu carro. Nesta semana os CDs comprados recentemente são: “No Regrets”, do Hardcore Superstar, e “By Invitation Only”, do Michael Schenker Group.

  • Melhor show que já viu:

Talvez o Van Halen no Maracanãzinho em 1983 ou o primeiro dia do Rock in Rio 1985 com Queen, Iron Maiden, Whitesnake e Pepeu Gomes.

logo_rockinrio2011

  • Show que se arrepende de não ter visto:

UFO quando esteve recentemente em SP, mas vou tirar esse ‘atraso’ pois eles irão fazer nova tour agora no Brasil.

e65686qhctt

  • Melhor banda de todos os tempos da última semana

Accept. Vi o último show deles faz alguns dias no Carioca, em SP. “Blood of the Nations” pra mim é o melhor álbum de metal lançado nos últimos anos.

51ICvCgk2zL._SL500_AA300_

  • Banda de coração:

As bandas em que toquei, X-RATED e AZUL LIMÃO, e a que toco agora, METALMORPHOSE.

  • Time do coração:

Botafogo.

s_atual

Leon Manssur, guitarrista do Metalmorphose

Publicado em 17/10/2012

Leon Manssur, guitarrista do Metalmorphose, no Canecão FOTO: Maurício Fernandes

Tá show o novo CD do Metalmorphose, “Máquina dos Sentidos” (pitacos e links no post anterior). E um dos responsáveis é um dos guitarristas, Leon Manssur, que ao preencher uma das nossas tradicionais Fichinhas se revela um metalhead perfeito. Um “metal heart”, coração de metal como a música do Stress que ele escolheu.

  • Um guitarrista: “O” guitarrista. Tony Iommi.
  • Outras influências: Wolf Hoffman, Ritchie Blackmore, Mantas.
  • Disco de cabeceira: “Volume 4”, do Black Sabbath e “Restless And Wild”, do Accept (curta aqui a faixa-título)
  • Hit da semana: “Coração de Metal”, do Stress (veja e ouça aqui)
  • Banda de coração: Manowar, Venom
  • Melhor banda de todos os tempos da última semana: Hellhammer, há umas 1.500 semanas… [caracas!]
  • Time do coração: Flamengo