Uma carta de amor ao rock and roll. Foo Fighters, Morumbi, 23/01/2015.

DSC06231

Foo Fighters no Morumbi, 23 de janeiro de 2015.
Foo Fighters no Morumbi, 23 de janeiro de 2015.

Dave Grohl define o projeto”Sonic Highways” (série de TV e disco) como uma carta de amor à história da música americana”.  A turnê desse disco que, depois de Porto Alegre, encheu o Morumbi na antevéspera do aniversario de São Paulo Rock City e chegou ao Maracanã no domingo, pode ser tranquilamente definida como carta de amor ao rock and roll. Especialmente, ao rock mais pesado! Vinte e dois depois do polêmico concerto do Nirvana no estádio do São Paulo, o roqueiro gente boa voltou comandando o palco (dois palcos!), com os Foo Fighters, no auge.
DSC06230 (1)-1O esquema esporro/silêncio/esporro primeiro consagrado pelo Pixies – influência assumida do Nirvana – vira esporro/silêncio/esporro/mais esporro ainda com os Foo Fighters. Os shows da turnê têm durado umas três horas.  Grohl, Taylor Hawkins, Chris Shiflett, Pat Smear, Nate Mendell e o tecladista Rami Jaffee detonam quase todos os seus pesados hits e ainda se divertem muito tocando covers inteiras ou ao menos riffs de clássicos absolutos do rock.  Um dos guitarristas, Chris Shiflett, às vezes com uma guitarra com um adesivo de Ace Frehley, toca a introdução de “I’m the One”, do “Van Halen I“, primeiro disco do glorioso Van Halen. A banda toda se exercita com trechos de “Tom Sawyer”, mega sucesso do Rush. No Morumbi, os Foo Fighters mandaram boa parte de “War Pigs”, clássica declaração metálica do Black Sabbath. Muito gente deve ter ficado com vontade de ter ouvido essa cover inteira! No Maracanã, teve trecho de “Mountain Song”, do Jane’s Addiction, e Pat Smear ameçou tocar “Smoke on the Water”, do Deep Purple, mas só ficou só na frase de guitarra conhecidíssima. O clima é de jam, de banda de garagem, a maior banda de garagem do mundo hoje em dia.

DSC06232A autoestrada brasileira da turnê Sonic Highways também deu destaque para a versão Foo Fighters de “Detroit Rock City”, cartão de visitas do Kiss. Mais dois clássicos do Queen: a pesada “Tie Your Mother Down” e a suingada “Under Pressure”, gravada originalmente junto com David Bowie. A partir do show do Morumbi, entrou no setlist a cover de “Stay With Me”, do Faces, banda do fim dos 60 que tinha Rod Stewart como vocalista. Cantada pelo também rouco Taylor Hawkins, o simpático e espetacular baterista que Dave Grohl trouxe pro Foo Fighters da banda de Alanis Morissette. Ele já tinha cantado “Cold Day in the Sun” e as versões do Queen. No Rio Grande do Sul, rolou cover do LCD Soundsystem (“Daft Punk is Playing at  My House”), dos Stones (“Miss You”) e outra do Queen (Another One Bites the Dust”).

Por falar em rouquidão, esta Coluna tem uma #tag chamada #ShowsQueEuVi. Poderia bolar uma nova: #ShowsQueEuVi, mas não ouvi direito. Pelo menos no meu pedaço da pista comum, o som estava péssimo, começou muito baixo, depois aumentou um tanto, voltou a cair, aumentou de novo… Não se ouvia agudos, numa banda com três guitarras! Em alguns momentos de menos peso, o som das pessoas conversando competia com o da banda!

Uma decepção o volume, principalmente levando em conta o preço do ingresso. Considero esse esquema de pista VIP, que divide o público por preço, uma das coisas mais anti-roqueiras. Mas chego a conclusão de que não tem jeito: se o fã quer não só ver o show de perto como ouvir direito,  infelizmente, tem que dar um jeito de encarar o extorsivo preço da área VIP.

Momento "Congregation": o FF poderia ter tocado mais do "Sonic Highways"
Momento “Congregation”: o FF poderia ter tocado mais do “Sonic Highways”

Uma pena. Porque foi um grande show de rock. Gostaria de ter ouvido mais canções do “Sonic Highways”. Se as músicas de um disco não rolam na turnê desse álbum, dificilmente vão rolar um dia ao vivo. “In the Clear” (presente no set-list de Porto Alegre) ou “The River”, por exemplo. Numa questão de gosto pessoal, senti falta de “Generator”, que a banda tocou em POA – no Rio, teve “Big Me” e “This is a Call”. Mas não dá para ter tudo num setlist, mesmo.

Esta carta de amor ao rock também foi marcada por um pedido de casamento no palco. E o padrinho Dave Grohl abençoou o noivado do casal de fãs.

E a galera não parou de cantar o “ô ô ô” de “Best of You”!

Foo Fighters

Morumbi, São Paulo, 23/01/2015

  1. Something from Nothing
  2. The Pretender
  3. Learn to Fly
  4. Breakout
  5. Arlandia
  6. My Hero
  7. Congregation
  8. Walk
  9. Cold Day in the Sun
  10. I’ll Stick Around
  11. Monkey Wrench
  12. Skin and Bones
  13. Wheels
  14. Times Like These
  15. Detroit Rock City, do Kiss
  16. Stay With Me, do The Faces
  17. Tie Your Mother Down (Queen)
  18. Under Pressure (Queen e Bowie)
  19. All My Life
  20. These Days
  21. Outside
  22. Best of You
  23. Everlong

DSC06248

Anúncios

7 comentários sobre “Uma carta de amor ao rock and roll. Foo Fighters, Morumbi, 23/01/2015.

  1. Belo texto, João. Vi ontem pela TV, infelizmente não deu para ir ao Maraca, showzaço realmente !

    O FF Fighters honrou as tradições de grandes shows no outrora Maior do Mundo (Kiss, Stones, Paul McCartney, Sting, Rush, etc…)

    Abs

    1. Obrigado, Serginho. Conhece alguém que tenha ido ao Maraca, alguém comentou sobre a qualidade do som? Na TV, pareceu normal, som de rock na TV, mas pelo menos dava para ouvir todos os músicos.

  2. Grande Jota,

    Belo texto!

    Minhas impressões:
    – som: nunca vi um show com som bom no Morumbi. Fiquei DE FRENTE, no Foo Fighters. Até achei melhor que outros shows que vi lá. Se quer saber, acho que é o vento que zoa tudo, sabia?
    – senti falta de bons solos de guitarra. Achei que o esquema “silêncio-esporro”, muito bem definido por vc, um pouco repetitivo. Mostra que falta um pouco de qualidade pros caras.

    Apesar de tudo, saí de lá com a impressão de que, sim, tinha assistido a um show de rock de primeira. Os caras têm um repertório repleto de hits animais. Foo Fighters é demais!

    A única dúvida foi se esse show foi melhor que o do Lollapalooza, em 2012. Acho que não!

    Abração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s