Shows que eu vi: Living Colour @ Hollywood Rock 1992.


No começo dos anos 90 – além de muita chuva – janeiro era mês de festival Hollywood Rock, um fim de semana em São Paulo, no seguinte no Rio. No glorioso ano de 1992, o Living Colour estreou no Brasil. Às vésperas da turnê de 25 anos do primeiro disco, “Vivid” (por enquanto só na Europa, EUA e Canadá), é uma boa lembrar esta primeira passagem dos “glamour boys” por aqui.
51QBNJDK2ZL._SL500_AA300_O quarteto de Nova York tinha dois álbuns e algumas covers na bagagem, mas fez dois shows inesquecíveis, como seu colorido black rock. Pena que muita gente não acreditou no currículo do Living Colour: o show paulistano, programado para uma noite de domingo, não lotou o “gramado” do Pacaembu. Melhor pra quem viu, com conforto e tranquilidade inimaginável num grande festival.
Para a edição carioca, no fim de semana seguinte (24, 25 e 26 de janeiro de 1992), a organização do Hollywood Rock fez uma promoção (algo tipo ingresso pela metade; ou duas entradas pelo preço de uma). E a praça da Apoteose encheu para o segundo grande show do Living Colour no Brasil!
O guitar hero Vernon Reid, o incansável vocalista Corey Glover e o ótimo batera Will Calhoun contavam com um novo baixista: o excepcional Doug Wimbish, que teve uma passagem por ninguém menos do que os Rolling Stones. Os quatro foram disparando os petardos dos primeiros dois discões (para o set-list, cruzei informações do You Tube com o site Setlist.FM).

  1. “New Jack Theme”
  2. “Middle Man”
  3. “Funny Vibe”
  4. “Glamour Boys”
  5. “Time´s Up”
  6. “Pride”
  7. “Open Letter (To a Landlord)”
  8. “Shattered”, clássico dos Stones era “Some Girls”
  9. a balada “Love Rears Its Ugly Head”,
  10. “Desperate People”,
  11. “Elvis is Dead” (com participação de Leo Gandelman no sax),
  12. o arrasa-quarteirão “Type” (marcante abre-alas do “Time´s Up),
  13. o pesado hit “Cult of Personality” (tocava até em programas metálicos, como o “Comando Metal”, na rádio 89)
  • No bis, um par de bem escolhidas covers de clássicos do rock -“Rebel Rebel”, de David Bowie, e “Should I Stay or Should I Go”, do Clash- e uma lindíssima versão de “Solace of You”. Demais!

A Apoteose (também) é do rock.

O Hollywood Rock 1992 também teve Rock Brasil, reggae, pop, uma noite de hard rock …

  • Barão Vermelho
  • Cidade Negra
  • EMF
  • Extreme
  • Lulu Santos
  • Jesus Jones
  • Os Paralamas do Sucesso
  • Seal
  • Skid Row
  • Titãs

Hoje em dia, temos no eixo Rio-São Paulo megashows e festivais espalhados pelo ano, como o Lollapalooza, o Rock in Rio e o Planeta Terra. Mas confesso que sinto uma falta danada de um festival no começo do ano. Uma tradição que poderia voltar.

  • Leia também:
  1. O Living Colour vai fazer uma turnê para comemorar os 25 anos do “Vivid”
  2. Fatos, fotos e set-list do show do Living Colour em São Paulo em 2009.
  • E você, tem boas lembranças desse ou de outro show do Living Colour? Ou de outros concertos do Holly Rock? Fique à vontade, deixe seu comentário, a Coluna também é sua.
Anúncios

7 comentários sobre “Shows que eu vi: Living Colour @ Hollywood Rock 1992.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s