Buddy Guy & Junior Wells | “Play the Blues”. Discão.

No post anterior, sobre Muddy & Stones, citamos o guitarrista Buddy Guy, o Pelé do blues elétrico de Chicago, e o Garrincha da harmônica, o gaitista Junior Wells (1934-1998). Bom motivo para lembrar do excelente disco que Buddy Guy & Junior Wells gravaram entre 1970 e 72 para o selo Atco (da gravadora Atlantic, de Ahmet Ertegun), “Play the Blues”.  Um texto do Thales de Menezes na “Folha de S.Paulo” em junho de 2010 despertou minha atenção para o relançamento do discão via Warner, inclusive no Brasil. Não deu outra. Comprei outra vez. E não me arrependi. Porque até o ‘bonus disc’ com 10 faixas extras é um discão!
E olha que a história da gravação é quase uma novela. A ideia de reunir em estúdio Buddy e Junior, dois velhos amigos de encruzilhadas blues, foi divina, digo, foi de Eric Clapton. O blues começou a rolar, livre, leve e solto, num estúdio da Flórida, em 1970. Só que Clapton brigou com outros produtores, Tom Dowd e  Ahmet Ertegun, dono da gravadora. E o “Play the Blues” só terminou em 1972, sem Clapton, com a J. Geils  Band. Mas saiu, ufa! Na reedição de 2010, ganhou 13 faixas inéditas, da sessão de Miami pilotada por “Clapton is God”.

  1. A Man of Many Words, de Buddy Guy. O cara toca pra caramba. Hendrix e Clapton estão de prova. E canta muito!
  2. My Baby She Left Me (She Left Me a Mule to Ride), cover de uma canção de 1941 do gaitista Sonny Boy Williamson.
  3. Come On In This House + Have Mercy Baby, duas em uma de Junior Wells. No sax, está A.C. Reed. No piano blues, Michael Utley.
  4. T-Bone Shuffle, marca do bluesman T-Bone Walker (1910-1975), influência de ‘guitar heroes’ como Chuck Berry, BB King e Hendrix (T-Bone Walker também tocava com a boca).
  5. A Poor Man´s Plea, de Junior Wells, que canta essa.
  6. Messin´ With the Kid, balanço de Mel London, na voz de Wells.
  7. This Old Fool, de Buddy Guy. Essa é uma das gravações de 1972, em Boston, com a J. Geils Band.
  8. I Don´t Know, do pianista Willie Mabon.
  9. Bad Bad Whiskey, de Thomas Davis. Buddy Guy canta e toca, Junior arrebenta na harmônica, A.C. Reed no sax, e a ‘slowhand’ de Clapton desliza na guitarra slide. Um das faixas REC do disco. Essa é para gravar, baixar, curtir, compartilhar.
  10. Honeydripper, um R&B do pianista Joe Liggins. Fecha o LP/CD original. Outra faixa com apoio da J. Geils Band.
  11. Dirty Mother for You, de Memphis Minnie, uma blueswoman (!!) da primeira metade do século XX!
  12. Stone Crazy, no clássico composto e cantado por Buddy Guy, mais uma aula de gaita blues com Junior Wells.
  13. Why Am I Treated So Bad? (Playin´ the Blues), balanço de autoria desconhecida. No sax, brilha A.C. Reed.

Aperte play, digo, ‘continue lendo’, para as 10 faixas do disco bônus.

  1. Tears, Tears, Tears -de Amos Milburn.
  2. Love Her With a Feeling, do guitarrista Tampa Red Não falei que o bônus também é um discão?
  3. Checkin´Up On My Baby, outra do repertório de Sonny Boy Williamson.
  4. Last Night, do gaitista Walter Jacobs. A slowhand de Eric Clapton desliza na slide guitar.
  5.  First Time I Met the Blues. Buddy Guy costuma cantar esse lentão blues, de Eurreal Montgomery.
  6. D Blues, de Buddy Guy. Climão de jam.
  7. Bad Bad Whiskey, versão mais longa do clássico do disco 1.
  8. You´re So Fine, outra de Little Walter, em mono.
  9. Why Am I Treated So Bad? (Playin´ the Blues),
  10. Sweet Home Chicago, de Robert Johnson, tributo à capital do blues elétrico fechando a nova edição. “Play the Blues”!
Anúncios

2 comentários sobre “Buddy Guy & Junior Wells | “Play the Blues”. Discão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s