Titãs, show “Cabeça Dinossauro”.

Titãs
show “Cabeça Dinossauro”
Virada Cultural, São Paulo
06/05/2012image
Palco na avenida São João, meio-dia e 20 do domingo de Virada Cultural em São Paulo. “Cabeça dinossauro/Cabeça dinossauro/cabeça! Cabeça de dinossauro/Pança de mamute…” Os Titãs começam a tocar o seu discão clássico (que comemora 25 anos) na íntegra, e na ordem do LP, depois CD.  Depois, veio o grito primal “AA UU” e a pancada escrita por Nando Reis, “Igreja”. Infelizmente, o sistema de som não era muito potente. Para quem estava na altura da praça Júlio Mesquita, a uma quadra do palco, o som da banda chegava como um radinho de pilha. A ponto de ficar encoberto pelas palmas que acompanharam “Polícia”. Uma pena. Mas o importante é ocupar o centro de São Paulo, fazer o povo circular pela cidade, na paz, de maneira geral. Acho até que a Virada deveria ter uma frequência maior. Uma vez por ano é pouco.  
Voltando ao show “Cabeça Dinossauro”, chegou a hora de “Estado Violência”, de Charles Gavin.
“A Face do Destruidor”, de Arnaldo e Miklos.
“Porrada”, de Arnaldo e Britto.
“Tô Cansado”, de Branco e Arnaldo.
“Bichos Escrotos”, de Nando, Arnaldo e Britto, voltou a sacudir toda a avenida São João.
“Família” (Bellotto/Arnaldo) tem tudo a ver com um domingão desses. E me lembro de uma família curtindo o show na varanda do apartamento.
“Homem Primata”, capitalismo selvagem… ô ô ô! Impossível não acompanhar o refrão de Fromer, Ciro Pessoa, Nando e Britto.
“Dívidas”, parceria de Branco e Arnaldo.
“O Que”, balanço para a poesia de Arnaldo, encerra a primeira parte do show, toda dedicada ao “Cabeça…”.

Camarote para ver Titãs na Virada Cultura

Depois de uma curta pausa, os Titãs voltaram com músicas predominatemente de pegada roqueira. “A Verdadeira História de Mary Poppins”, “Nem Sempre se Pode ser Deus”, “Será que é Disso que eu Necessito”, mais clássicos (“Televisão”, “O Pulso”, “Diversão”), inédita (“Fala Renata”), uma homenagem ao maluco beleza, “Aluga-se” (regravada no CD “As Dez Mais”), aquela do “nós não vamos pagar nada” (moratória, digo, parceria de Raul Seixas e Cláudio Roberto), ” A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana”, “Vossa Excelência”. Pra encerrar, “Lugar Nenhum” e “Flores”. Muito bom. Uma hora e vinte de rock, no começo de uma bela tarde para flanar pelo centro de São Paulo.

Pena que nenhum ex-titã tenha dado uma canjinha. Vamos torcer para que em breve role um show com todos os Titãs. Poderia ser feita uma bela homenagem a Marcelo Fromer.

  • Leia também
  1. 25 anos de um discão: “Cabeça Dinossauro
  2. Filmão: “Titãs – A Vida Até Parece uma Festa


Anúncios

Um comentário sobre “Titãs, show “Cabeça Dinossauro”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s