Van Halen | “Van Halen” (1978)

O “Diver Down”, discão do Van Halen de 1982, está para fazer 30 anos. E a Coluna de Música começa a festejar ouvindo de novo, e de novo, e mais uma vez, os primeiros discos do VH. No começo, a banda teve uma “forcinha” de padrinho Gene Simmons, que bancou uma fita de demonstração (“demo tape”) e ajudou a conseguir um contrato com a Warner – thanks, Gene! E o Van Halen chegou chegando, com um senhor disco de estreia, simplesmente “Van Halen”.
Onze lições de guitarra, a começar pelo single “Runnin With the Devil”.
Eddie Van Halen mostrou a que veio ao mundo na incendiária instrumental “Eruption” (aula da técnica das duas mãos, que deslizam sobre o braço da guitarra, quase que como um piano), antes de uma das tradições do Van Halen: covers vitaminadas de standards da música popular – no caso “You Really Got Me“, hit dos The Kinks (Dave Davies já gostava de inventar na guitarra)- que acabavam virando um pouco do Van Halen. Neste discão, o grupo fez outra cover, do blues “Ice Cream Man”, de John Brim.

Os 35 minutos de “Van Halen” apresentaram a fábrica de riffs de Eddie, como o da sensacional “Ain´t Talkin´´Bout Love” (regravada pelo grupo eletrônico Apollo 440), o peso suingado da cozinha formada pelo mano Alex na bateria e pelo baixista Michael Anthony e a performance carismática do vocalista Dave Lee Roth – Diamond Dave – outra marca registradíssima do quarteto. Mais “I´m the One”, “Jamie´s Cryin´”, “Atomic Punk”, “Feel Your Love Tonight”, “Little Dreamer”, “On Fire”. Show!

Não gosta muito de solos de guitarra, por mais revolucionários que sejam?

O Van Halen clássico é muito mais do que isso. É um hard rock ensolarado, completamente alto astral e divertido. Venha pra festa! That´s what rock´n´roll is all about!


Anúncios

8 comentários sobre “Van Halen | “Van Halen” (1978)

  1. Na lista dos 100 maiores guitarristas de todos os tempos, republicada pela Rolling Stone nacional em fevereiro de 2012, o Mike McCready, do Pearl Jam, disse que “Eruption” ‘soava como se tivesse vindo de outro planeta. Era gloriosa, como ouvir Mozart pela primeira vez’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s