Judas Priest, São Paulo, 10/09/2011

Priest! Priest! Priest! T4F Entretenimento | Fotos: MRossi

O Judas Priest estreou no Brasil num Rock in Rio, na única edição montada no Maracanã, 1991, seis anos depois do festival que teve Whitesnake (post anterior). E olha, descontando o impacto de ver o Judas ao vivo pela primeira vez, na turnê de um discão como o “Painkiller”, devo dizer que o show da noite passada no Anhembi, em São Paulo, foi … e s p e t a c u l a r !

Halford no show do Judas! T4F Entretenimento | Fotos: MRossi

Som muito potente… vários discos lembrados… até do “Point of Entry” rolou! As imagens de algumas capas, projetadas no fundo do palco, foram se sucedendo… Depois da abertura com  “Rapid Fire” e “Metal Gods” cheguei a pensar: será que vão tocar o clássico “British Steel” inteiro? Não, não, logo veio “Heading Out the Highway”, do citado “Point of Entry”, não muito revisitado, mais viajandão. Valeu! O quinteto britânico mandou ver também petardos como “Victim of Changes”,”Starbreaker”, “Beyond the Realms of Death”…

Duas covers que são massa: “Green Manalishi” (Fleetwood Mack) – que concisão! – e a balada “Diamonds and Rust” (Joan Baez). Outra do disco “Rocka Rolla”: “Never Satisfied”.

Legal ouvir “Turbo Lover”, melhor ao vivo!

E “Night Crawler”. Scott Travis quebrando tudo na introdução de “Painkiller”, arrasa-quarteirão é pouco pra definir essa música.

Dos dois discos mais recentes, “Judas Rising”, do “Angel of Retribution” e “Prophecy”, do “Nostradamus”.

Breaking the what? Breaking the what? “Breaking the Law”! E Rob Halford deixou o público cantar a marca registrada do JP!

Pensa que acabou?
Algo do “Screaming for Vengeance”? Que tal “Electric Eye”?

Faltava aquele barulho de motocicleta acelerando? Não mais. Lá vem Halford, de Harley Davidson, puxando “Hell Bent for Leather”.

O som estava tão alto que às vezes pensava que Halford – um senhor artista, carismático, teatral, desfilando sua coleção de estilizados casacos de couro ou jeans, cheios de patches – estava um pouco rouco. Não tem problema nenhum.

Milhares de fãs como eu não iríamos embora para casa sem ouvir o groove de “You´ve Got Another Thing Coming”!

A saideira, apropriada: “Living After Midnight”.

Riffs atrás de riffs, quase todos os discos lembrados, sonzão alto, um novo guitarrista entusiasmado (Richie Faulkner mandou até trecho do hino nacional do Brasil no seu solo)… Inesquecível show do Judas Priest, banda que é sinônimo de heavy metal.

Tomara que não seja o último.

O novo guitarrista, Richie Faulkner, mandou bem ao lado de Glen Tipton FOTO Rafael Koch Rossi / T4F Entretenimento
Anúncios

4 comentários sobre “Judas Priest, São Paulo, 10/09/2011

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s