Amy Winehouse, São Paulo, 15/01/2011


Bom o balanço de Mayer Hawthorne, soulman pra conhecer melhor. Janelle Monáe começou a todo vapor, antecedida pelo balanço do Jackson Five, I Want You Back. Tem momentos de alta técnica, mas que quebram um pouco o ritmo do show. Que terminou à toda, de novo, com Tightrope. Janelle merecia um som com mais volume.

Com 38 minutos de atraso, entrou a diva Amy Winehouse. Som  melhor, mas sua bela voz também merecia mais volume. Pontos altos:

  • galera cantando Back to Black;
  • Tears Dry On Their Own,
  • Boulevard of  Broken Dreams, cover do repertório de Tony Bennett. Aí sim Amy mostrou do que é capaz.
  • What a Man Going to Do e The Click, duas músicas cantadas por Zalon Thompson, um senhor artista;
  • Rehab

O final todo, muito bom…

  • a cover de Valerie, do The Zutons;
  • You Know I´m No Good ;

… incluindo as duas do ótimo bis:

  • Love is a Losing Game
  • Me and Mr. Jones

Num parágrafo, o que achei da turnê da Amy? Se fosse o show de uma banda com uma ótima vocalista, a nota seria alta. A banda é pra lá de espetacular. Como o cartaz é uma cantora, fica a sensação que Amy poderia mostrar muito mais ao grande público – que pagou caro para vê-la. Ela é muito jovem para fazer um concerto de 1h, 1h e pouco, com intervalos. E certamente é um show para espaços bem menores e mais intimistas.

4 comentários sobre “Amy Winehouse, São Paulo, 15/01/2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s