Billy Corgan comandou um ataque furioso de guitarras, no encerramento do Lolla Brasil 2015. The Smashing Pumpkins, São Paulo, 29/02/2015.

DSC06421
Foi um tanto estranho o começo do esperado show do quarteto Smashing Pumpkins, um dos maiorais do rock alternativo nos anos 90. No telão, a câmera só mostrava o baixista Mark Stoermer, que é bem na dele (depois de algumas músicas, a ‘programação’ voltou ao normal, ou seja, a banda toda foi mostrada: Billy na guitarra – e que guitarra – e voz. Jeff Schroeder na outra guitarra e o #monstro Brad Wilk na bateria). No telão do centro do palco, tudo escuro. Nenhum vídeo, nem um paninho com capas de disco. Como se fosse para mostrar. O negócio aqui é rock. Tudo o maios é frescura.

E o Billy Corgan, cara de poucos amigos, vai mandando clássico dos Pumpkins. “Cherub Rock”, numa versão mais pesada, “Tonight, Tonight” (um dos seis [!] singles de “Mellon Collie and the Infinite Sadness”), “Ava Adore”… mesmo as canções novas não deixaram a peteca cair. Mas sem dúvida foram as versões das músicas de 1993 e 1995, carregadas não só de peso, como de muito emoção, que fizeram deste showzaço arregaçador.

Foi na turnẽ do “Mellon Collie” que a formação clássica dos Pumpkins veio ao Brasil pela primeira vez, no último Hollywood Rock, em 1996 – na mesma noite escura de The Cure, White Zombie, Supegrass e Pato Fu. Impossível não se emocionar com a levada de “1979” ou a ira de “Bullet with Butterfly Wings”, quase que colada numa rifferama pesadíssima de guitarras que começa com o hino dos Estados Unidos. Continuar lendo “Billy Corgan comandou um ataque furioso de guitarras, no encerramento do Lolla Brasil 2015. The Smashing Pumpkins, São Paulo, 29/02/2015.”

Aleluia! #Molotov em São Paulo! Lollapalooza Brasil, 29/03/2015

DSC06357
D e m o r o u ! Mas os caras do Molotov enfim estrearam pra valer em DSC06366Sampa (anos atrás tocaram no litoral norte, não foi isso?). Uma e meia da tarde, ok, mas num palco decente, um dos principais do Lolla Brasil 2015, som potente e pleno uso do telão com imagens dos três mexicanos (Tito Fuentes, Paco Ayala, Miky Huidobro) e do grinco loco, o vocalista, baixista e na maioria das músicas batera americano Randy Ebright, mais animações muito engraçadas. Como convém ao rap metal super bem-humorado do Molotov, politizado sobrevivente do gênero que explodiu no planeta do som nos 90, depois de RHCP e FNM.

Randy na bateria...
O molotov americano Randy na bateria…

Continuar lendo “Aleluia! #Molotov em São Paulo! Lollapalooza Brasil, 29/03/2015″

Salve Jorge!

Publicado em fevereiro de 2010

Salve! O Jorge Ben Jor será o tema de uma série de pequenos textos sobre a grande caixinha de música que é Salve Jorge!, coleção de 13 CDs dos tempos de Jorge Ben, lançada no finalzinho de 2009 pela gravadora Universal Music. Para começar, um clássico, Samba Esquema Novo, de 1963 (post anterior). Que inspirou até nome de outra revolução, 31 anos depois, Samba Esquema Noise, estreia do Mundo Livre S/A. Continuar lendo “Salve Jorge!”

Sharon Jones & The Dap-Kings em maio! #wewantsharon

facebook.com/sharonjonesandthedapkings
facebook.com/sharonjonesandthedapkings

A jazz + funk + soul sister Sharon Jones e a bandaça The Dap-Kings voltam a #Sampa em maio, para um show na casa noturna HSBC Brasil. Vai ser no dia 28, às 22h. Os ingressos representam aquela costumeira “facada”, infelizmente. Pra ter ideia, a meia-entrada mais barata custa 95 reais. Ou seja, quem não esse benefício tem que pagar 190 reais. Mas também, com o dólar nas alturas…

  • Será que desta vez não pinta um show de graça ou mais popular de Sharon Jones & The Dap-Kings, como foi no parque do Ibirapuera, no finzinho do outono de 2011? Confira aqui.

1779845_10152298275923917_3554614999631930481_nÉ uma pena, porque a diva do Brooklyn, NY, e os Dap-Kings fazem um showzão que todos os brothers que gostam de funk, soul, R&B e jazz certamente gostariam de curtir.

O concerto  ainda faz parte da turnê do disco “Give The People What They Want”. Curta aqui o clip em animação do primeiro balanço do CD e LP, “Retreat!“.

A banda The Dap-Kings, que acompanha Sharon Jones, trabalhou no estúdio com Amy Winehouse em metade do discão “Back to Black” e em shows da saudosa cantora inglesa.

Continuar lendo “Sharon Jones & The Dap-Kings em maio! #wewantsharon”

Novembro de 2015: Pearl Jam volta ao Brasil!


Aí, sim!

O Pearl Jam anunciou as datas da sua Latin American Tour 2015, que baixa por aqui em novembro. Os cinco concertos vão rolar em estádios de futebol – Continuar lendo “Novembro de 2015: Pearl Jam volta ao Brasil!”

The Purple Album


Pois é, o Whitesnake de David 11025647_798922660190332_4488780855227399274_nCoverdale regravou pouco mais de uma dúzia de clássicos do Deep Purple. São da terceira e da quarta formações, as chamadas MK III e IV do Purple, com o Coverdale nos vocais e o baixista Glenn Hughes no baixo e vocais. Era uma fase mais suingada, cheia de soul, da pesada banda inglesa, que fez parte do triunvirato do hard rock, e querendo ou não, do heavy metal – ao lado do Led e do Sabbathzão velho de guerra!

“The Purple Album” abre com a a cover do arrasa-quarteirão “Burn”, tem também You Fool No One”, “Love Child”, “Sail Away”, “The Gypsy”, “Lady Double Dealer”, a dor de cotovelo “Mistreated”, “Holy Man”, a espetacular “Might Just Take Your Life”, “You Keep On Moving”, a balada “Soldier Of Fortune”, “Lay Down, Stay Down”e termina com essa regravação de “Stormbringer”. São 6 do disco “Burn”, 5 do “Stormbringer” e 2 do “Come Taste the Band” (que já não tinha Blackmore na guitarra, mas sim Tommy Bolin).Uma edição de luxo terá ainda como bônus mais duas covers desse último disco da MK IV:  “Lady Luck” e “Comin’ Home”, quatro clips e um making-of. Continuar lendo “The Purple Album”

Jack White fecha a primeira noite do Lollapalooza Brasil 2015

O guitar hero Jack White toca no Palco Skol do Lolla Brasil, das 21h15 às 23h do sábado 28 de março, no autódromo de Interlagos. Antes, Jack White baixa em Porto Alegre (24 de março, Pepsi on Stage).

Vai ser de arrebentar, como sugere o clip de”Lazaretto”,  dirigido por Jonas & François.

Continuar lendo “Jack White fecha a primeira noite do Lollapalooza Brasil 2015″

Enfim, Van Halen em disco ao vivo com Dave Lee Roth!

11025720_10153160920444243_1956786199781528583_o
https://www.facebook.com/VanHalen

Aleluia!

Anote: 31 de março de 2015. Enfim, o Van Halen lança um disco ao vivo com o carismático vocalista Dave Lee Roth, de sua primeira e – perdão fãs de Sammy Hagar – melhor formação. Tokyo Dome Live in Concert” vai ter 23 músicas, incluindo muitas das favoritas da Coluna, como “Runnin’ With The Devil,” “Ain’t Talkin’ ‘Bout Love”, “Jamie’s Cryin’”, a cover de “You Really Got Me,” dos Kinks, “Eruption” (instrumental literalmente vulcânica de Eddie Van Halen, um dos maiores, melhores e mais criativos guitarristas de todos os tempos), “Dance The Night Away” (uau!), “Beautiful Girls” (oh yeah!), “And The Cradle Will Rock…”, “Everybody Wants Some!!”, “Unchained” (massa! abre o disco) e o hit “Panama” (festa!!!!). É uma respeitável coleção de riffs, solos da pá virada, e refrões pegajosos, como backing vocals meio angelicais da família VH (Eddie, o irmão Alex na batera e de uns 9 anos pra cá o filho Wolfgang no baixo, que já foi de Michael Anthony). E, claro, ainda tem algumas do último disco, “A Different Kind of Truth”.
Tokyo Dome Live in Concert” vai sair em CD duplo ou LP quádruplo (vinil de 180 gramas) e também em edições de luxo, incluindo versões remasterizadas do primeiro “Van Halen” (1978) e do “1984”.

Bem que poderiam vir ao Rock in Rio… Continuar lendo “Enfim, Van Halen em disco ao vivo com Dave Lee Roth!”