Voa canarinho, voa: “Povo Feliz” / “Pagode da Seleção”, com Junior

1899894_521134994674531_571603531_n

Capinha de “Povo Feliz” / “Pagode da Seleção”: o compacto best-seller de Junior, ex-lateral do Flamengo e da Seleção

Não é mole, não, não é mole, não. Junior, o ex-lateral campeão de tudo pelo Flamengo, hoje comentarista, vendeu mais de meio milhão de compactos, quando gravou o samba que se tornou a trilha perfeita da mágica seleção de Telê Santana na Copa de 1982. Um escrete que não ganhou a Copa, mas conquistou o mundo. “Povo Feliz”, de Memeco e Nonô, gravada pelo Junior antes do Mundial de 82, é a melô do “Voa canarinho, voa”. Junior é um dos convidados da mesa-redonda que abre a “Futebol no País da Música”, série de shows inspirada pelo livro do jornalista Beto Xavier, também presente no debate desta sexta-feira, 7 de fevereiro, a partir de 21 no CCBB do Rio (saiba mais no post anterior).
Continuar lendo

Banda Bate Bola

Coluna de Música | Fut Pop Clube

Saiu em 2013 o CD da Banda Bate Bola, uma seleção de dez músicas da MPB boleira, a música popular que canta o futebol. Espero que seja só o primeiro da banda formada por Afonso Machado (bandolim, arranjos instrumentais), Ruy Faria (ex-MPB-4, voz e arranjos vocais), Tiago Machado (filho de Afonso; violão, cavaquinho, arranjos instrumentais) e Chico Faria (arranjos vocais; é filho de Ruy e da Cynara, do Quarteto em Cy, outro grupo vocal que gravou um belo disco com canções de Chico Buarque). A BBB (Banda Bate Bola, no caso) conta ainda com Diego Zangado na bateria e João Faria no baixo (no CD, Pretinho da Serrinha toca percussão).

  • E a Banda Bate Bola é uma das atrações da série de shows inspirada pelo livro do Beto Xavier, “Futebol no País da Música”, durante três fins de semana de fevereiro, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio. A Banda Bate Bola vai tocar no segundo fim de semana da série, 14 e 15 de fevereiro, 21h, numa noite que ainda terá Kleiton & Kledir, na tenda externa do CCBB carioca. Ingressos a 10 reais (5 a meia).

Já que canções que falam de futebol são uma das paixões da Coluna de Música e do Fut Pop Clube, vamos fazer um faixa a faixa do CD Banda Bate Bola. Continuar lendo

Leia o livro, curta o blog e agora veja o show: “Futebol no País da Música”.

Coluna de Música | Fut Pop Clube

beto xavier
O livro do Beto Xavier, “Futebol no País da Música” (Panda Books, capinha ao lado), virou blog e agora inspira uma série de 6 shows, durante três fins de semana, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio. É agora em fevereiro. Nos dias 7, 8, 14, 15, 21 e 22, a MPB boleira vai dar de goleada na tenda externa do CCBB carioca, com capacidade para 500 pessoas. Ingressos a 10 reais (5 a meia). E o autor do livro e do blog, o jornalista Beto Xavier, vai participar do debate de abertura.
O projeto tem direção artística de Túlio Feliciano e direção musical de Paulão 7 Cordas. Os sambistas Rodrigo Carvalho (ex-Galocantô) e Marcelinho Moreira recebem convidados especiais.

  • Dia 7, às 21h – DEBATE DE ABERTURA

Com Beto Xavier (autor do livro “Futebol no País da Música”), Júnior (ex-lateral do Flamengo e da Seleção Brasileira, que gravou um compacto de sucesso, em 1982, a melô do “Voa Canarinho”) e Luiz Antonio Simas (historiador especializado em música e futebol).

La Copa de la Vida

Coluna de Música em rede com o Fut Pop Clube 

la copa de la vida

O porto-riquenho Ricky Martin vai ser bicampeão. Em 1998, o ex-Menudo (*) gravou a canção oficial da Copa do Mundo disputada na França: “La Copa de la Vida” (clique aqui para ver uma versão de 2008), parceria de Robi Rosa com o hitmaker Desmond Child e Luis Gómez Escolar, foi um estrondoso sucesso. Em 2014, Ricky Martin vai gravar novamente uma música relacionada à Copa. Desta vez, escolhida num concurso mundial, cujas inscrições estão abertas, no site SuperSong.

Nada contra o Ricky Martin. Tenho o CD single orginal de “La Copa de la Vida” com quatro versões (a do disco ´”Vuelve”, um versão longa ´spanish remix'; uma editada, em “spanglish”; e a versão em inglês, “The Cup of Life”)… que escuto numa boa e gosto… e o cara foi super simpático com o Brasil numa recente entrevista a um especial de “Placar” sobre a Copa que está na bancas… Mas pô, não poderia ser um cantor ou banda do Brasil, mesmo? Um Jorge Ben Jor, um Skank… que entendem da tabelinha música e futebol…

Em todo caso, que a música seja um hit tão certeiro como “La Copa de la Vida” e que Ricky Martin faça o maior sucesso. Continuar lendo

Hit da semana: Kunstrasen e um rap sobre a final alemã da Liga dos Campeões

Conheci agora, graças ao Sportblog, do jornal The Guardian, o som do Kunstrasen. Apertei o botão #Curtir. Marabu MC e Harmzinho costumam cantar hip hop sobre futebol. Já rolou rap para a seleção da Alemanha na Eurocopa 2012, Copa de 2010  e Euro 2008, e para o VfL Osnabrück, que está na terceira divisão do futebol alemão.  Saiba mais no site oficial http://www.kunstrasen-rap.de/ ou em https://www.facebook.com/Kunstrasen

A homenagem da banda Dorsal Atlântica a Seedorf, ídolo do Botafogo campeão do Rio em 2013.

Cortesia da Cláudia Alves

Cortesia: Cláudia Alves

Dica do blog Rock´n´Roll Hell. A banda carioca de metal pesado Dorsal Atlântica aproveitou um ensaio durante as gravações do último CD, em 2012, para fazer uma homenagem ao ídolo Seedorf e ao Botafogo. O vídeo do “heavy metal do Seedorf”, com áudio da própria câmera, foi publicado agora que o Glorioso conquistou o título estadual do Rio em 2013. Para alegria de Carlos Lopes, voz e guitarra da Dorsal Atlântica, autor da música e botafoguense desde criancinha. Desses torcedores que vão a General Severiano esperar o time campeão voltar de Volta Redonda.
Continuar lendo

JORGE BEN Jor | A Banda do Zé Pretinho

Coluna de Música + Fut Pop Clube
16

Este este este este este é/Zé Pretinho/ Zezé…

15219_366848486769850_857745890_nGostaria de aproveitar o dia de São Jorge, o santo guerreiro, padroeiro de tanta gente, de tantos times de futebol, para lembrar de um discão do Jorge Ben Jor, era Jorge Ben mesmo. “A Banda do Zé Pretinho” chegou para animar a festa em 1978 via Som Livre. Está fora de catálogo – meu exemplar é um LP de vinil, recentemente achado numa feirinha de discos em Sampa.
O álbum, que Ben dedica “ao mais Flamengo” e “ao mais anti-Flamengo”, está cheio de referências ao futebol, especialmente no lado A.
“Troca-Troca”, por exemplo, é uma canção sobre as trocas com que o ex-presidente do Fluminense, Francisco Horta, agitava o futebol carioca (“fez voltar ao Rio de Janeiro/a época de ouro da capital do futebol”). E de quebra, reforçava sem gastar nada a Máquina Tricolor na segunda metade dos anos 70.
O clássico “Cadê o Penalty” (aqui respeito a grafia inglesa do encarte) foi regravado pelo Skank, na sua estreia pelo selo Chaos/Sony Music, no começo dos anos 90.

Penalty, penalty, penalty, penalty, penalty/Cadê o penalty/que não deram pra gente/no primeiro tempo…

“Era uma Vez 13 Pontos” narra o destino que um trio de sortudos vai dar para o prêmio da loteria esportiva, fechando um irrepreensível lado a. Continuar lendo

“Sangue, Swingue e Cintura” / “Milagre da Alegria”

Fut Pop Clube + Coluna de Música

Moraes
“Sangue, Swingue e Cintura” / “Milagre da Alegria” são os lados A e B de um compacto de vinil, que o flamenguista Moraes Moreira lançou pouco antes da Copa de 1982, pela gravadora Ariola. “Sangue, Swingue e Cintura” fala da seleção de Telê, o “fio de esperança”, canta os craques Zico e Sócrates (“só craque doutor!”), lembra de Pelé e Garrincha. A canção citada em livros como o do Beto Xavier e do Marcelo Mora é uma das muitas de Moraes sobre futebol – confira comigo no replay como foi o show Jogando por Música, feito por conta do Mundial de 2010. Continuar lendo

“Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)”. Do Trio Esperança ao Trio Mocotó.

Coluna de Música + Fut Pop Clube
Preparou… correu… e chutou…

“É gol, que felicidade! É gol, o meu time é alegria da cidade!”

Quem ouvia as transmissões esportivas da rádio Jovem Pan, de São Paulo, onde Osmar Santos trabalhou, nos anos 70, pode se lembrar dessa vinheta, que rolava depois dos gols (mesmo depois que o “pai da matéria” trocou os 620 kHz da Pan pelos 1100 da rádio Globo-Nacional). É o delicioso refrão do samba  “Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)”, que Jon Lemos e Roberto Correa escreveram pensando no Paulo César Caju, então no Flamengo – craque e time citados na letra original, presente na gravação do Trio Esperança. “Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)” está em coletâneas do conjunto brasileiro, como o CD “Grandes Sucessos” (EMI).


O curioso é descobrir, pelos leitores portugueses do Fut Pop Clube, que “Replay …” também era usada em transmissões esportivas da “terrinha”, depois dos “golos” relatados por Gomes Amaro (locutor luso que viveu no Brasil), de boas lembranças em especial para os torcedores do Dragão, o Futebol Clube do Porto.
Em 2003, esse golaço da seleção brasileira de música sobre futebol foi regravado pelo Trio Mocotó, no CD “Beleza Beleza Beleza” (gravadora YB). Na versão do Trio Mocotó, o samba-rock ganha uma narração de um gol fictício por Beto Hora, que cita de Ademir da Guia e Jairzinho a Ronaldo “Medida Certa” a Luís Fabiano.
Esse CD do Trio Mocotó tem ainda “Chiclete com Banana” (Almira Castilho e Gordurinha) que a Pan também usava como vinheta, trocando “é o samba-rock, meu irmão” por “a Pan é só do futebol”. E entre outras, “Eu Também Quero Mocotó”, de Jorge Ben Jor, ponta-de-lança do samba-rock que o Trio acompanhou no estúdio, em discos como Jorge Ben (1969) e Força Bruta.

Vale a pena ouvir: “Imbatível ao Extremo: Assim É Jorge Ben Jor”, especial da rádio Batuta, do IMS.

Como hoje é dia 23, a Coluna de Música apresenta uma dica sobre Jorge Ben Jor. Fiquei sabendo alguns dias atrás, no ‘Segundo Caderno’ do jornal ‘O Globo‘ de um belíssimo especial da rádio Batuta, do Instituto Moreira Salles (IMS): “Imbatível ao Extremo: Assim é Jorge Ben Jor”, muito bem escrito e apresentado por Paulo da Costa e Silva. É um documentário em áudio. E podemos dizer que é um documentário em “longa-metragem”. Tem 8 capítulos de 21 a 36 minutos. É muita, muita informação sobre esse grande craque da seleção brasileira de música, com direito a altos e bons sobe-sons. E o documentário da rádio Batuta tem até trailer, divulgado no blog do IMS.