Lollapalooza Brasil 2015

Anote as datas da quarta edição do festival Lollapalooza Brasil, que pela segunda vez vai rolar no autódromo de Interlagos.
10538533_713118838774989_1752582711319189726_n
É isso aí. 28 e 29 de março de 2015. Interlagos. Não é difícil chegar lá, de trem, mais uma boa caminhada. O problema em 2014 foram as distâncias entre os palcos.
Pra quem quiser ver muitas bandas, o jeito é se programar para ver no Chile também, em 14 e 15 de março. Ou na Argentina, em 21 e 22 de março.

Depois do Foo Fighters em 2012, do Pearl Jam em 13 e do glorioso Soundgarden em 2014, teremos mais grunge? Que tal um Black Sabbath, hein?
Continuar lendo

Picassos Falsos | Supercarioca, 25 anos.

“A Suderj informa”…

Picassos Falsos FOTO Felipe Diniz

Picassos Falsos FOTO Felipe Diniz

Estreou neste fim de semana o rock doc sobre os 25 anos do segundo disco da banda carioca Picassos Falsos,  Supercarioca”, de 1988, um disco “cult”, para usar uma palavra bem anos 80. Sua mistura de rock + funk + ritmos brasileiros, como samba,afoxé, maracatu, baião etc pode não ter vendido muito, mas influenciou geral. Para o documentário “Supercarioca – 25 anos”, coprodução da gravadora Deck com o Canal Brasil, com direção de Otavio Sousa, o vocalista Humberto Effe, o guitarrista Gustavo Corsi, o baixista Romanholli e o batera Abílio Rodrigues entraram no estúdio Tambor e regravaram todas as canções do álbum. O material pode ser curtido no documentário, entre um depoimento e outro, e em breve será lançado em versão digital pela Deck (clique aqui para acompanhar). O disco original foi lançado pelo selo Plug (da multinacional BMG), que lançava bandas brasileiras.

O Canal Brasil passa “Supercarioca – 25 anos” de novo neste domingo, das 15h às 16h20.

Veja o trailer aqui. Continuar lendo

“A Farra do Circo”

Circo Voador na Lapa 1985 Foto de Marcio RM / A FARRA DO CIRCO / Divulgação

Circo Voador na Lapa
1985
Foto de Marcio RM / A FARRA DO CIRCO / Divulgação

IMG_20140803_011818“A Farra do Circo, documentário de Roberto Berliner e Pedro Bronz sobre o Circo Voador, estreou em cinemas cariocas e paulistanos em maio. Infelizmente, perdi no lançamento. Pra minha sorte, o doc que se define como “um filme sobre uma geração voadora”, está em cartaz no canal Now, da Net (R$ 9,99).

O filme é todo baseado em material de arquivo, sem aquelas entrevistas novas comuns nos documentários, e consegue contar de maneira atraente a história do Circo, o começo no Arpoador, em 1982, a mudança para a Lapa, a excursão ao México durante a Copa do Mundo de 1986.

E são históricos os números musicais desse rico acervo, de Asdrúbal Trouxe o Trombone ao saudoso Celso Blues Boy, passando pelo Barão Vermelho (com Cazuza), Caetano, Gil, Paralamas, Brylho (com o hit “Noite do Prazer”), a Blitz…

Bom registro de uma galera que preferia fazer em vez de ficar só reclamando.

Continuar lendo

Nação Zumbi no Cine Joia (SP)

02_NacaoZumbi_15_081.135306
A seção #flyer informa: a banda Nação Zumbi baixa no Cine Joia (centro de São Paulo) em 15 de agosto, na verdade já na madruga de sexta para sábado, para o show de lançamento em vinil do seu primeiro trabalho de inpesitas em 7 anos. O #discão “Nação Zumbi” – que a Coluna já está curtindo em CD.
Os fãs do #mangue podem esperar novidades como as sensacionais “Foi de Amor”, “Cicatriz“, “Um Sonho“,“A Melhor Hora da Praia”, “O Que Te Faz Rir”, além de hits como  “Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada” e, claro, clássicos dos discos de Chico Science & Nação Zumbi, como “Manguetown” e “Rios, Pontes e Overdrives”.

FOTO Vitor Salerno DIVULGAÇÃO

FOTO Vitor Salerno DIVULGAÇÃO

Formação:

  • Jorge Du Peixe (vocal),
  • Pupillo (bateria),
  • Dengue (baixo),
  • Lucio Maia (guitarra),
  • Toca Ogan (percussão),
  • Gilmar Bola 8, Da Lua e Tom Rocha (tambores)

Os ingressos estão a venda em cinejoia.tv/ingressos. Servição dentro do post. Continuar lendo

“Da Lama ao Caos”. 20 anos do discão de Chico Science & Nação Zumbi.

9 de abril de 1994.
O selo Chaos, da Sony Music, lançava um disco que pode não ter vendido tanto assim, mas marcou época na cena brasileira.
chico science
O #discão “Da Lama ao Caos”, estreia de Chico Science e Nação Zumbi, foi o sonoro manifesto de lançamento do mangue bit (ou mangue beat). 13 músicas muito boas, que são curtidas até hoje nos shows da Nação, como o do último sábado, no palco Interlagos do Lollapalooza Brasil 2014.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi um maracatu (atômico) de tiro certeiro. Continuar lendo

Este maracatu pesa uma tonelada. Nação Zumbi, Lollapalooza Brasil, Palco Interlagos, 05/04/2014.

 

FOTO Mila Maluhy / I Hate Flash

FOTO Mila Maluhy / I Hate Flash

A #bandaça pernambucana Nação Zumbi ganhou horário nobre e palco grande na programação do Lollapalooza Brasil 2014. E mandou muito bem, apesar de o som ter começado muito embolado e só ter melhorado sensivelmente lá pela metade desse showzão, quando a Nação já tinha tocado parte considerável de seus hits. Depois do show da Lorde no mesmo palco Interlagos, e na mesma hora do Nine Inch Nails, a Nação contou com um ótimo público. E ao mesmo tempo, não estava desconfortável, dava para circular e dançar.  E essa galera vibrou muito com as músicas do discão “Da Lama ao Caos”, que está comemorado 20 anos, mas não curtiu só essa parte do repertório, não.

13674032434_d3090cf2d7_z

Jorge Du Peixe. FOTO Mila Maluhy | I HATE FLASH

A Nação mandou músicas como “Fome de Tudo”, “Hoje, Amanhã e Depois”, o novo single “Cicatriz“, “Rios, Pontes e Overdrives”, “A Cidade” (ambas do primeiro disco com Chico Science), outra inédita, “Defeito Perfeito” (anunciada como o encontro de Tim Maia e Nelson Rodrigues), “Manguetown” (outro clássico de “Da Lama ao Caos”, sempre muito bem recebida pelo povo), “Blunt of Judah”, “Meu Maracatu Pesa uma Tonelada” e  “Da Lama ao Caos”. Um show muito excelente!

O disco novo, “Nação Zumbi”, sai em maio pela Som Livre.

Terminado o concerto de mangue bit, ainda deu para andar até o Palco Onix, lá onde Judas perdeu as botas, e conferir três músicas do Nine Inch Nails!

13674032464_b943e69593_z

Dengue: todo carisma. FOTO Mila Maluhy I HATE FLASH

13674032444_50ea689676_z

Lucio Maio: atitude e som de herói da guitarra. FOTO Mila Maluhy I HATE FLASH

Continuar lendo

Samba-rock atômico: Los Sebosos Postizos, São Paulo, 25/10/2013.


2013-10-26 02.03.221400208_571463432901204_1026443289_oPonta-de-lança pernambucano (junto com o Mundo Livre S/A) do mangue bit (ou mangue beat), o pessoal do Nação Zumbi tem um banda paralela, Los Sebosos Postizos, especializada em versões de balanços clássicos do homem-gol do samba-rock, Jorge Ben Jor. Já falei do disco Los Sebosos Postizos Interpretam Jorge Ben ()lançado pela DEck em CD e LP – vinil) aqui na Coluna. Na última sexta-feira deste outubro de grandes shows pude enfim assistir a banda ao vivo, no Centro Cultural Rio Verde, local interessante na Vila Madalena – a decoração da sala de shows lembra um pouco a arquitetura de Gaudí e a discotecagem costuma ser muito boa.

Os mangue boys da Nação, digo, Los Sebosos Postizos entraram no palco à meia noite e meia e só pararam de tocar umas 2h20 da madrugada. Pedro Baby ajudou numa das guitarras e Chiquinho, do Mombojó, nos teclados. Los Sebosos mandaram umas duas dezenas de clássicos benjorianos, uma das influência do mangue bit. O público bem jovem cantou e dançou pra valer com sucessos de discos dos anos 60 e 70, tipo:

A Nação de fãs do Ben ainda dá um jeitinho de inserir aqui ou acolá clássicos dos tempos de Chico Sciende, como o refrão de “Da Lama ao Caos” e “Manguetown”, a saideira, no bis, tocada inteira. Se Los Sebosos Postizos tocarem perto de você, não vacile. Aproveite. Até quem não gosta de Jorge Ben Jor pode curtir esse som. Confira o setlist aproximado dentro do post.

Continuar lendo